É só como você vê

 

Cada momento cinza, cada momento que uma alegria disfarça o todo. Um momento não pode ser eterno. Pois, nada é. Não há nada que possa ser feito.


Caminhamos para um endereço desconhecido, para uma distância desconhecida, em meio a conhecidos desconhecidos.


Cada palavra que você fala. Cada pensamento que você tem. Cada pessoa que você tem que ser... É preciso sobreviver.


Você corre contra o tempo. Você um dia acreditou que era o autor da sua vida. Mas agora sabe que não pode escrever nada sozinho... Temos tudo, mas não somos donos de nada.


Você tenta escutar, mas só ouve o que diz dentro da sua cabeça. Palavras indecifráveis, frases absurdas, ruído...


Você caiu na armadilha da certeza! E tudo que você tinha certeza, já não é mais seu... Não é do outro - embora ele acredite-, porque não é de ninguém...


Somos tempo. Somos muito em nossa cabeça, somos nada na cabeça do outro...
Queremos o que não é nosso. Queremos alguém, mas a escolha é sempre do outro. Não há nada que possa ser feito.


A dor alheia nos alivia. Não há nada que possa ser feito.


Amanhã (sempre) será um novo dia. Não há nada que possa ser feito.


Cada momento cinza ou colorido de nossa caminhada temporária, pode ser longo ou curto, mas não será eterno.


Não há nada que possa ser feito. Mas amanhã (sempre) será um novo dia, e este dia pode ser dois...



J. Fernandes

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Meu Perfil
BRASIL , Homem , Psicanalista em formação, Jornalista e
Outro - Radialista...

 
Visitante número: