O POLItiticaMENTE CORRETO

 

Estamos sendo vigiados! Pelo amigo, pelo parente, pelo colega de trabalho, pela polícia, pelo Satanás, pelo Big brother... E tudo que fazemos e pensamos passará pelo filtro do politicamente correto!

Que vivemos em um tempo mais chato isso é fato! Agora dizer que é um tempo mais "direito" e menos preconceituoso é muita cara de pau - no sentido de descaramento, não que essas pessoas tenham cara de penis! Por favor, não me processem!!!

O politicamente correto, que já censurou os humoristas, agora censura as marchinhas de carnaval! Sinceramente, por mim, Carnal, digo, Carnaval nem existiria, mas é uma festa popular consagrada, com valor histórico e histérico, e etc. 

Hoje, o politicamente correto vai proibir de se cantar "Maria Sapatão", mesmo muita gente gostando (há séculos) de ser de dia Maria e de noite João. "O seu cabelo não nega", onde tem negras que tem orgulho de seu cabelo, e por outro lado outras negras que o alisam, vai entender... Mas dá pra entender: é gosto e ponto! "Olha a cabeleira do Zezé, será que ele é?". Não sei e não me interessa e também não deveria interessar a ninguém, mas de qualquer modo, o Zezé vai continuar sendo. E o que dizer do "ei, você ai me dá um dinheiro aí", incitação clara a prática de assalto! 

É interessante toda essa bosta de politicamente correto nas músicas, por exemplo, nos funks ( funk para mim é James Brown, é George Clinton... ) que nas letras dizem "eu vou fazer ela chupar não sei o que", "ela sentou não sei onde", "a novinha faz devagar sei lá o que", letras que tem toda uma conotação sexual explícita; que denigrem a imagem da mulher, que faz apologia ao sexo com menores, que incitam a violência, e falam todos os palavrões que existem no vocabulário "Boca Suja Popular do Brasil", são sucessos em bailes, internet e até em rádios. Mas isso, pouco importa!

Acabar com preconceitos é importante, (embora, eu ainda veja e ouça preconceituosos falando, porém, só entre os seus pares) mas tem que ser geral e não só em uma festa anual.

Quem é preconceituoso sempre vai ser, não vai mudar, pode não falar como antes, mas sempre continuará sendo. Na minha infancia cantei "atirei o pau no gato" e até hoje, eu nunca senti a menor vontade de maltratar algum gato ou qualquer outro animal. Usando a lógica do politicamente correto, quem canta "escravos de jó", será racista! E se cantar "o cravo brigou com a rosa" vai ser violento, e "adoleta" se tornará um agressor de animais em especal com o pobre do tatu?

Tudo depende da cabeça de quem interpreta. A criança pode cantar "pirulito que bate bate", "meu pintinho amarelinho cabe aqui na minha mão", "dona aranha", "upa cavalinho" e apenas gostar de cantar, enquanto algum adulto imbecil poderá pensar mil e uma pornografias. 

Quem vê "incorreção" em tudo, possivelmente é o mais sexista, racista, preconceituoso e que projeta no outro os seus preconceitos, num mecanismo que o livra do peso de seu erro transferindo-o para o outro. Mas cada um se ilude como quer.


JEFF Fernandes

O seu EGO pode te deixar sozinho apenas com o seu ECO...



JEFF FERNANDES

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Meu Perfil
BRASIL , Homem , Psicanalista em formação, Jornalista e
Outro - Radialista...

 
Visitante número: